InicioEpisódiosDicasComo aplicar adubo em uma árvore

Como aplicar adubo em uma árvore

Olá amigos Empoeirados! A sujeira hoje não será serragem, mas sim terra! É isso mesmo, vou dar uma dica de como adubar uma árvore que aprendi com o atendente da loja agropecuária onde comprei o adubo.

Eu gosto muito do trabalho em madeira, mas confesso que gosto ainda mais da madeira viva. Como adoro uma sombra… sabe aquele ditado que diz “o sol nasce para todos”? Pois é, eu sempre completo com “mas a sombra é só para alguns”, rsrsrs…

adubando-arvore-01

Enfim, essa árvore que está na esquina de casa estava um pouco feia, fraca, com galhos quase sem folha. Comecei a molhar bastante e a jogar um adubo para ver se ela melhorava. Mas parece que o resultado não estava sendo eficiente. Em conversa com o atendente da loja agropecuária aqui perto de casa ele me deu uma dica de cavar buracos e colocar o adubo no fundo para que ele chegasse mais fácil à raiz.

Eu achei que fazia sentido mesmo, já que a grama deve consumir todo o adubo antes mesmo de ele chegar à raiz da árvore.

  1. Com uma cavadeira, faça pelo menos três buracos ao redor da árvore

adubando-arvore-02

2. A profundidade deve ser de mais ou menos uns 50 cm. Eu fiz um buraco que entrou meu braço até o cotovelo!

adubando-arvore-03

3. Os buracos devem estar à uma distância do tronco entre 50 e 100cm. Se a árvore for muito grande, cuidado para não acertar a raiz dela!

adubando-arvore-04

4.  Depois de feito os três buracos, adicione o adubo. Quanto? Bem, mais ou menos umas quatro xícaras. Não precisa ser nada muito exato, ok?

adubando-arvore-05

5. Encha os buracos com água, encha bastante mesmo! Depois de cheio, volte a terra sobre o adubo, fechando os buracos novamente.

adubando-arvore-06

6. Pronto! Depois de coberto, molhe mais um pouco e, ao final, a aparência deve ser como a foto abaixo!

adubando-arvore-07

Bom, não sou um profissional, mas acho que essa dica foi bastante válida e por isso decidi repassar. E então, que tal dar um trato nas árvores da vizinhança?

Abraço!

Compartilhar com:
Avalie este Artigo

Olá pessoal! Meu nome é Leandro e sou vidrado por tudo o que é relacionado ao “faça-você-mesmo”. De bancos de madeira a luminárias, de instalação de chuveiros a reparos nos móveis de casa. Sempre achei muito legal você trabalhar em algo físico, transformar um pedaço de madeira em um objeto útil, ou consertar algum aparelho que tenha quebrado. É uma grande satisfação olhar e dizer: eu sei como fazer! Quando era pequeno, meu pai me dava alguns aparelhos velhos para desmontar e descobrir como funcionavam. Mas naquela época eu desmontava com alicates e marteladas, ou seja, era impossível montar de novo, rsrsrs… Mas essa paixão continuou e como me formei em uma profissão totalmente diferente – sou publicitário – decidi que esse seria o meu hobby! Do hobby e da amizade com o Luciano, surgiu o Empoeirados. Em nosso blog vamos mostrar tudo o que sabemos fazer e que aprendemos lendo livros e pesquisando muito. O Empoeirados será o nosso site para trocarmos ideias sobre bricolagem, marcenaria e outras coisas, combinado? Então, entre e fique à vontade!

Comentários
  • Excelente dica. Faltou falar QUAL A CONCENTRAÇÃO DO ADUBO USADO (N-P-K) ?

    29/03/2016
  • Olá Leandro, tudo bem!?
    Em primeiro lugar parabéns pelo trabalho, acompanho sempre apesar de nunca ter escrito por aqui. Com relação a esse post em particular, se me permite gostaria de desviar um pouquinho do assunto. Pelas fotos é perceptível não haver coroamento dessa árvore, dessa forma sempre que se apara a grama acaba sem querer (mesmo que com muito cuidado) lesionando o caule (tronco) da árvore. E esse é também um dos grandes motivos de: “árvore que está na esquina de casa estava um pouco feia, fraca, com galhos quase sem folha.”
    Se me permite sugerir, faça o coroamento, e se quiser agradar a patroa coloca algo decorativo em volta, tenho certeza que ela vai gostar (rsrsrs) e além disso vai parar de machucar a “pobre coitadinha” da árvore…
    Se quiser uma explicação um pouco melhor, é o seguinte, as plantas de maneira geral tem o sistema de circulação dividido em dois, as raízes mandam matéria bruta por vasos conhecidos como xilema que corre mais internamente no caule, e como as raízes também precisam de açúcar elas recebem esse valioso alimento através do floema que corre mais por fora no caule, quando lesionamos o caule (por exemplo com aparador de grama) vamos lesionando o floema e vamos com isso diminuindo a capacidade da árvore de suprir as raízes com nutrientes. Isso prejudica o crescimento e a saúde das raízes e a árvore vai ficando com aspecto “doentinho”… Certo!? Legal, né?!
    Espero que tenha ajudado em algo!
    Forte abraço!

    08/12/2016
      • Caro Leandro!

        Imagina, nada de aula não! Hahahahahahahahaha… Só trocando um pouco de experiência!

        Com relação à sua pergunta você me apertou sem me abraçar, te conto o porquê!
        Em meados do Séc XVII, um italiano chamado Marcello Malpighi fez um experimento, ele decidiu realizar um corte em formato de anel nos troncos de árvores, não consigo mandar o desenho disso para você, mas imagine aquela agressão que estamos vendo na sua árvore, imagine que você pegue um formão e retire de maneira homogênea uma lasca fazendo um anel completo na árvore, pois então era isso que consistia o experimento, então a árvore morria lentamente pela perda da capacidade de enviar seiva elaborada para as raízes (cara esperto esse, né!? Ele fez isso em 1640 aproximadamente).

        Dito isso volto para sua pergunta, mas com esse norte na cabeça de que a lesão completa provoca a morte da árvore, tendo em vista que a árvore sofreu mas está ali “vivinha da silva” provável que lesão não tenha sido completa. A lesão já provocada pode ser superada pela árvore mas não sei te precisar quanto tempo levará. Mas o mais importante nesse momento é cessar a agressão, cuja solução é o coroamento (há uma outra alternativa para as pessoas que gostam de ter grama bem próximo à árvore, que é o uso de algum material resistente em volta do caule na hora de aparar a grama, por exemplo um cano pvc de “calibre” grosso cortando um pedaço dele para “encapar” o caule na hora de aparar a grama!).

        Continue cuidando dela! E sugiro fortemente utilizar adubo orgânico, podendo ser oriundo de compostagem doméstica. Aliás, tem tudo a ver com o conteúdo de vocês. Que tal estimular a prática de compostagem doméstica?! Que tal um vídeo de um projeto de composteira “caseira”?! E utilizar o adubo oriundo da compostagem nas nossas árvores, e diminuir, claro, a quantidade de lixo!

        Qualquer coisa você tem meu email, terei imenso prazer em ajudar no que puder!
        Abraços fortes e fraternos!

        20/12/2016

Deixe um comentário