InicioEpisódiosFerramentas, Máquinas, Acessórios e OutrosDremel MotoSaw: uma tico-tico de bancada versátil

Dremel MotoSaw: uma tico-tico de bancada versátil

Hoje recebemos uma máquina para avaliação e ficamos muito felizes. Primeiro porque sou fã da Dremel faz muito tempo; segundo – é uma tico-tico de bancada!!! Nem tenho palavras para descrever o quanto uma tico-tico de bancada é legal!

Uma máquina ideal para projetos de artesanato e modelismo. E é mais valente do que aparenta ser: cortei MDF de 15mm sem problema algum.

Vamos aos meus comentários:

1. Apresentação: A máquina é super bonita. No quesito design, combina muito com minha oficina, rsrsrsrs… quem nos acompanha, sabe que gosto de ferramentas bem fabricadas, sem rebarbas ou parafusos feios e plásticos com rebarbas. Como podem ver pela foto, trata-se realmente de uma Dremel: qualidade em primeiro plano! E nem preciso dizer que acompanha uma maleta para transporte e para garantir integridade da máquina quando estiver guardada. Nota alta neste quesito!

2. Potência: Potência ideal para uma máquina desse porte. Ela tem um motor que dá conta do recado e, como disse anteriormente, cortei MDF 15mm com facilidade. Em números, ela tem 70W de potência.

A tico-tico de bancada é projetada para fazer cortes curvos com precisão.

3. Versatilidade: Essa máquina pode ser utilizada tanto estacionária quanto móvel. Isso mesmo, ela pode ser destacada da mesa para usar livremente e cortar peças já instaladas, por exemplo. Essa é uma característica única no segmento.

A possibilidade de se trabalhar com a ferramenta fora da mesa estacionária é um diferencial.

4. Espessura do corte: no manual está especificado que a espessura máxima para corte é de 18mm. Em modelismo, acho que nunca vi alguém tentar cortar materiais mais grossos que isso. No artesanato, acho que eventualmente se utilizam peças acima de 18mm, mas a grande maioria dos serviços cabem perfeitamente nesse alcance máximo. Mas como sou teimoso, resolvi fazer um teste cortando uma tábua de pinus de 32mm, bem acima do recomendado, e ela cortou. O motor aguentou firme, mas a lâmina de serra dava uns “estalos”, rsrsrsrs… ATENÇÃO: mais uma vez, ressaltando que o máximo de corte é de 18mm. Eu fiz um teste no pinus de 32mm para matar minha curiosidade sobre a potência dela. Se quebrasse, seria minha própria culpa e assumi o risco. A garantia não cobre esse tipo de avaria, que configura mau uso da ferramenta.

Espessura máxima de corte é de 18mm. Aqui eu testei um pinus de 32mm por minha conta e risco – não façam isso, OK?

Especificações técnicas:

  • Moto-Saw Dremel, disponível em 110 ou 220v
  • Potência, 70W
  • Velocidade em vazio (golpes por min.), variável de 1500 a 2250/min
  • Profundidade de inserção (garganta), 250mm
  • Comprimento do golpe, 8mm
  • Peso, 1,1kg

Prós, segundo os Empoeirados:

  • Pequena
  • Portátil
  • Base removível
  • Acabamento bem feito
  • Potência adequada ao tamanho e finalidade

Contras, segundo os Empoeirados:

  • Botão de liga/desliga é difícil de acessar quando instalada na mesa.
  • Manual merece mais cuidado em relação ao conteúdo. Poderia ter mais informações sobre o tipo de material que aceita. Existe essa informação por meio de ícones, mas eu não conheço a iconografia utilizada.

 

A imagem acima é tudo o que vem na embalagem: o arco de serra, a mesa, dois grampos, um guia de corte e algumas serras para começar a brincar assim que abrir a caixa.

Agora, me dêem licença que estou indo lá brincar com a minha 😉

Compartilhar com:
Avalie este Artigo

Olá pessoal! Meu nome é Leandro e sou vidrado por tudo o que é relacionado ao “faça-você-mesmo”. De bancos de madeira a luminárias, de instalação de chuveiros a reparos nos móveis de casa. Sempre achei muito legal você trabalhar em algo físico, transformar um pedaço de madeira em um objeto útil, ou consertar algum aparelho que tenha quebrado. É uma grande satisfação olhar e dizer: eu sei como fazer! Quando era pequeno, meu pai me dava alguns aparelhos velhos para desmontar e descobrir como funcionavam. Mas naquela época eu desmontava com alicates e marteladas, ou seja, era impossível montar de novo, rsrsrs… Mas essa paixão continuou e como me formei em uma profissão totalmente diferente – sou publicitário – decidi que esse seria o meu hobby! Do hobby e da amizade com o Luciano, surgiu o Empoeirados. Em nosso blog vamos mostrar tudo o que sabemos fazer e que aprendemos lendo livros e pesquisando muito. O Empoeirados será o nosso site para trocarmos ideias sobre bricolagem, marcenaria e outras coisas, combinado? Então, entre e fique à vontade!

Sem Comentários

Deixe um comentário